Centrais sindicais se unem contra Reforma da Previdência

Governo encontrará resistência as medidas tomadas em desfavor da classe trabalhadora

Na tarde dessa terça-feira (15), as centrais sindicais (CGTB, CSB, CSP-CONLUTAS, CTB, CUT, Força Sindical, Intersindical e Nova Central) se reuniram na sede do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em São Paulo para construir as bases de uma luta unitária em favor da classe trabalhadora brasileira, fazendo frente aos desmandos proporcionados pela reforma da previdência, ação que além de impopular, representa uma séria perda de direitos para trabalhadoras e trabalhadores.

O propósito da reunião foi agremiar forças para barrar as propostas do governo relativas a reforma da previdência, tomando estratégias para unificar as lutas junto as frentes trabalhistas de todo o país. Tais medidas serão fortemente defendidas pelo atual governo na tentativa de convencimento da população para a aceitação das ações anti-trabalhistas. A união das centrais sindicais representa um importante apoio ao povo, sendo no primeiro ano do governo, um importante marco de resistência e luta.

Dia 20 de Fevereiro haverá uma Plenária Unitária das Centrais em defesa da aposentadoria e contra as reformas propostas para a previdência. O SINDURCA apoia as Centrais Sindicais, compondo a luta unificada em defesa do povo trabalhador brasileiro.

 

Fontes: CSP-CONLUTAS (http://cspconlutas.org.br/2019/01/centrais-sindicais-convocam-trabalhadores-e-trabalhadoras-a-lutarem-contra-a-reforma-da-previdencia/)

Veja (https://veja.abril.com.br/economia/centrais-sindicais-discutem-convocar-greve-contra-reforma-da-previdencia/)

Renova Mídia (https://renovamidia.com.br/centrais-sindicais-planejam-greve-contra-reforma-da-previdencia/)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *