EM PROTESTO, SERVIDORES(AS) PÚBLICOS CEARENSES ACAMPAM EM FRENTE À SEDE DO GOVERNO DO ESTADO.

Reivindicações sobre reposição salarial e realização de novos concursos públicos foi o mote do ato.

 

Na manhã desta terça (04), um grupo de servidores(as) públicos estaduais se dirigiu ao Palácio da Abolição, sede do governo estadual do Ceará em Fortaleza, para requerer respostas sobre pautas reivindicadas para a categoria. A reposição salarial com correção das perdas inflacionárias foi a principal questão a ser debatida junto a Secretaria do Planejamento e Gestão do Ceará (SEPLAG) atualmente chefiada pelo deputado Mauro Filho (PDT). Após serem recebidos com truculência por parte da Guarda Nacional que chegou a tentar impedir a permanência dos(as) manifestantes em frente a sede do governo, os(as) manifestantes fecharam a principal via de acesso ao palácio, o cruzamento da Av. Barão de Studart com a Rua Tenente Benévolo, ali permanecendo em acampamento à espera de uma reunião com representantes da SEPLAG.

Reivindicações

“Estamos aqui acampados em frente ao Palácio da Abolição (…) dando continuidade a campanha salarial, exigindo que seja aberta a negociação e para que possamos ser ouvidos” afirma a Professora da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e presidenta do SINDUECE Sandra Gadelha. A reposição salarial anual é garantida pela Lei Nº 14.867/2011 e vem sendo reivindicada pela categoria desde 2018, sob mediação do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Ceará (Fuaspec) em parceria com o Fórum das 3 Universidades Estaduais do Ceará – Universidade Regional do Cariri (URCA), Universidade do Vale do Acaraú (UVA) e Universidade Estadual do Ceará (UECE) e outras entidades representativas.

Apesar dos esforços das entidades para a valorização da categoria, o governo do estado, comandado por Camilo Santana (PT) não demonstrou abertura para negociações, descumprindo prazos de acordos e negligenciando as demandas da categoria. Toda a pauta reunida foi levada até o gabinete do governo para mais uma tentativa de ajuste de interesses. Dada a resistência do governo em atender os(as) manifestantes, mais de quinhentos servidores(as) públicos permaneceram em acampamento no local até que, havendo abertura para o diálogo por parte da Seplag, uma comissão de servidores(as) foi destacada pela categoria para se reunir com o secretariado do governo.

A reunião

O secretário da Seplag Mauro Filho, junto com o Secretário Executivo Flávio Jucá, e o articulador político do Gabinete do Governo Nelson Martins, se reuniram com a comissão dentro da sede do governo do estado ao fim da tarde. Em intensa sessão de negociações, foram apresentados dados retirados do Relatório de Gestão Financeira do Estado (RGF), mostrando que é possível a reposição salarial para os(as) servidores(as). “A nossa argumentação é que o estado é regulamentado (nas finanças) pelo Relatório” ressalva a Profa. Sandra. As informações contidas no RGF demonstram que o índice de arrecadação do estado do Ceará pode contemplar sem perdas o reajuste de 20,64% proposto pela categoria. Os números apresentados compreendiam a arrecadação de Maio de 2018 à Abril de 2019.  Contestando os dados postos, o secretário alegou que o número de pessoal estaria maior do que o de arrecadação, deixando a comissão sem perspectivas de resolução das questões até o fim de Agosto, período em que seria feita uma avaliação dos índices de arrecadação para assim haver alguma possibilidade de reajuste para a categoria, porém sem garantias. “Ressaltamos que existem outras formas de aumentar a arrecadação sem precisar o trabalhador pagar por isso, como agilizar a cobrança dos grandes devedores por exemplo” afirma Sandra.

Perspectivas

Após doze horas de acampamento, os(as) servidores(as) deixaram o local do ato com deliberações para o fortalecimento da luta pela educação, integrando a pauta do dia 14 de junho a campanha salarial. A categoria presente irá incorporar as bandeiras de luta propostas para a Greve Geral do dia 14, integralizando também a paralisação dos servidores(as) públicos do Ceará para o mesmo dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *